Bombista suicida morre sozinho porque explodiu-se antes do tempo
16/02/2017

Um bombista suicida, pertencente às milícias do Estado Islâmico, perdeu a vida, mas falhou a missão: matar um grupo de rebeldes sírios, na cidade de Raqqa.

O guerrilheiro detonou os engenhos explosivos que transportava, a poucos metros de um grupo de rebeldes sírios, mas não estava suficientemente perto dos seus alvos... e acabou mesmo por ser a única vítima da missão suicida.

Assim que o fumo se dissipa, percebe-se que todos os guerrilheiros inimigos permanecem de pé, ao contrário do homem-bomba. Segundo algumas fontes não confirmadas, as últimas palavras do homem foram "estejam atentos que só vou fazer isto uma vez".

É provável que gostes