Cão adotado por monges é o mais novo frade de um mosteiro franciscano
10/03/2017

Um cãozinho da raça schnauzer mudou a rotina de um mosteiro em Cochabamba, na Bolívia. Adotado pelos franciscanos, ele ganhou o nome de Carmelo e roupa semelhante à usada pelos religiosos. Em honra da sua nova posição, o cão ainda ganhou também um título mais formal: Frei Bigotón (Frei Bigode em português).

De acordo com os frades, o animal morde tudo o que vê pela frente, tira as coisas do lugar e leva os objetos para o jardim.

Antes de ser adotado, Frei Bigode vivia na rua como vadio. Mas agora, como animal de estimação do mosteiro, as coisas não poderiam ser melhores para todos que lá habitam.

É provável que gostes