Vídeos / 24 Abril 2018

Um caso de excesso de velocidade fez disparar a curiosidade na Suíça. A polícia ia identificar o infrator para enviar a multa, quando descobriu que o radar tinha captado um pato a circular a uma velocidade superior à permitida naquela estrada.

As autoridades suíças revelaram que a câmara em Köniz, a sul de Berna, apanhou a primeira infração quando a ave passou a voar a 22 km/h acima do limite de velocidade imposto para os carros. "O pato estava a voar a uma altitude baixa a 52 km/hora, numa zona de 30 km/hora", disse a polícia local em comunicado.

Exceder o limite de velocidade por 22 km/h naquela zona da Suíça pode resultar numa queixa oficial da polícia, uma multa e o mínimo de um mês sem conduzir, por isso o pato teve sorte de ter conseguido voar dali para fora.

Vídeos / 24 Abril 2018

Este cão de raça boxer chama-se Rodney e ficou visivelmente irritado com a dona quando esta o deixou no carro por alguns minutos. Assim que ela regressou, o animal soube muito bem demonstrar o seu descontentamento... a mulher foi ostensivamente ignorada pelo seu cão.

É que nem sequer queria conversa... 😄

Vídeos / 20 Abril 2018

Funcionários do Zoológico Nacional de Smithsonian, em Washington, nos Estados Unidos, registaram o nascimento de um bebé gorila e o momento em que a mãe dá um beijo no filho enquanto o limpa com todo o carinho e cuidado, logo após o nascimento.

Nas imagens, é possível ver Calaya a segurar gentilmente a cria recém-nascida enquanto a beija. "Estamos muito felizes por anunciar que a gorila-ocidental-das-terras-baixas Calaya deu à luz um macho às 18h25 do dia 15 de Abril. O seu nome, Moke, significa 'júnior' ou 'pequenino' em língua lingala (idioma falado na África Central)", explicou o zoo na sua conta do Twitter.

Este é o primeiro nascimento naquele zoo em nove anos. As imagens foram partilhadas nas redes sociais e rapidamente correram mundo. Nativos do continente africano, este tipo de gorilas vive nas florestas do Gabão, da República Central Africana, Camarões, Angola, Guiné Equatorial e Congo. Especialistas estimam que nos últimos 25 anos, o número de animais a viver na natureza ficou reduzido a menos de metade devido à desflorestação do seu habitat.

Fica com este momento maravilhoso! 😍

Vídeos / 20 Abril 2018

A vida da cadela Daya, como a de muitos cães, ficou virada de cabeça para baixo quando o furacão "Maria" chegou a Porto Rico em setembro do ano passado. Entretanto a família mudou-se para os Estados Unidos e soube que uma cadela parecida com ela tinha sido encontrada.

O animal foi levado para North Brookfield, em Massachusetts, e a família foi ao seu encontro no Second Chance Animal Services.

E foi lá que se deu o tão esperado reencontro. Inicialmente mais contida, Daya não demorou para que começasse a saltar para o colo das crianças e dos restantes membros da sua família.

Mas Daya não foi a única cadela a chegar a este abrigo proveniente de Porto Rico. Outros 18 animais chegarão em breve para serem adotados.

Fica com este adorável reencontro! 😍

Vídeos / 18 Abril 2018

Pelo 16º ano consecutivo, uma cegonha macho chamada Klepetan voou da África do Sul até à Croácia, numa viagem de 12 mil quilómetros, para ir ter com a sua companheira. Malena, a fêmea, é cuidada por Stjepan Vokic, na cidade croata de Brodski Varos. Stjepan confirma que a cegonha que a visita todos os verões é a mesma, Klepetan.

A cegonha fêmea, que está ferida e não consegue migrar até à África do Sul, espera todos os anos por Klepetan na Croácia. Este ano não foi exceção e Klepetan voou mais de 12 mil quilómetros da África do Sul até à Croácia para passar o verão.

Uma história de amor que dura há 16 anos!

Vídeos / 17 Abril 2018

Estamos em contagem decrescente para o Campeonato do Mundo de Futebol, na Rússia, faltando menos de dois meses para o seu início... mas enquanto o grande momento não chega, os russos já vão treinando ursos para entregar as bolas de jogo aos árbitros.

Mais um dia normal na Rússia... ISTO SÓ LÁ MESMO! 😱

Vídeos / 16 Abril 2018

Oito patinhos bebés, presos numa conduta de escoamento de água, foram resgatados por agentes da polícia de Grapevine, no Texas, Estados Unidos. Os agentes da autoridade pararam o trânsito e salvaram os animais depois destes terem caído no buraco e terem perdido a mãe que morreu atropelada por um carro.

Numa publicação partilhada no Facebook, o departamento da polícia conta que os agentes "pararam o trânsito e ajudaram a levantar a grade que tapava o buraco, enquanto os bombeiros desceram para recolher os patinhos".

Confere o vídeo do salvamento!