Filtros

Social

Vídeos / 10 Agosto 2012

Tony Hibbert, defesa do Everton, fez mais de 300 jogos nos últimos 10 anos e nunca tinha marcado um golo pelo clube inglês. Mas o impensável aconteceu frente ao AEK de Atenas... aos 31 anos, Hibbert, de livre fora da área, fez o primeiro golo da sua carreira. A euforia dos adeptos foi tanta que invadiram o campo para festejar com a equipa. smiley

PS: O vídeo infelizmente não tem som!

Notícias / 7 Agosto 2012

Salvador Arana, um jovem adepto do Real Madrid que sofre de cancro, realizou o seu sonho em Las Vegas: conhecer pessoalmente Cristiano Ronaldo. O craque português deu o exemplo de como se deve comportar um dos melhores jogadores do mundo, ao passar alguns minutos com o jovem autografando-lhe uma camisola e uma bola, realizando assim um desejo de alguém que poucas razões terá para sorrir além desta.

«Foi uma experiência maravilhosa e uma enorme alegria partilhar uns minutos com Cristiano Ronaldo. Ele é o meu ídolo e queria muito conhecê-lo por se tratar de uma estrela internacional. Ele é o melhor jogador do mundo e estar com ele é um sonho tornado realidade, uma verdadeira honra e a melhor experiência da minha vida», referiu Salvador Arena.

Vídeos / 7 Agosto 2012

No jogo entre o Palmeiras e o Botafogo, um adepto colocou à prova os seus dotes de "Sniper" e meus amigos... NOTA 10! O melhor mesmo são os adeptos a festejar como se fosse um golo... smiley

Vídeos / 2 Agosto 2012

Marcar um golo aos 94 minutos, quando o jogo está empatado a zero, já é uma alegria imensa, agora quando é um golo como este deixa qualquer estádio em êxtase (mesmo com poucos adeptos presentes). O golaço que vão ver foi da autoria de Rizvan Albitarov, jogador do Bukovina Chernivtsi, num jogo a contar para a segunda divisão ucraniana, no passado fim-de-semana.

Vídeos / 1 Agosto 2012

Gabriel, um menino de 11 anos, adora jogador futebol embora tenha nascido com uma má formação nos membros inferiores. O jovem "craque" comoveu Deco e conseguiu cumprir um sonho... foi convidado para treinar numa escola do Barcelona, o seu clube de eleição. Mesmo sem pés, faz simulações, dá toques por detrás das costas e faz várias habilidades que só se imaginavam ao alcance de quem nasce com pés.

O menino inspira-se em Messi para ultrapassar as limitações, mas não se limita ao futebol, também dança capoeira e anda de bicicleta. É capitão de equipa e levou a escola a duas medalhas de ouro.

Gabriel: «Quem me ensinou a jogar à bola? Ninguém. Aprendi sozinho.... o meu sonho é ser jogador de futebol do Barcelona. Ao lado do Messi.»

Sem palavras! OBRIGATÓRIO PARTILHAR ESTE EXEMPLO DE SUPERAÇÃO

Vista Post a Post: Anuncio Paginação

Páginas