Filtros

Social

Vídeos / 12 Outubro 2017

O motociclista brasileiro Vanderson Reis filmou um vídeo a conduzir a mais de 400 km/h na Rodovia Anhanguera, em São Paulo, no Brasil. Nas imagens podemos ver que o velocímetro marca 299 km/hora, porém em outro equipamento instalado chega a passar os 400 km/h... quatro vezes acima da velocidade permitida naquela via.

O vídeo foi partilhado na Internet e obviamente acabou por chegar às mãos das autoridades, que identificaram rapidamente o condutor.

Mais tarde Vanderson explicou que tinha acabado de comprar a mota e que estava a confirmar se o veículo atingia a velocidade garantida pelo stand onde a comprou: "fui fazer um teste na minha mota, comprei-a e quis verificar se ela realmente chegava à velocidade declarada pela fábrica".

RESULTADO: a mota foi apreendida e Vanderson ficou sem a carta de condução. Poderá ainda responder por condução perigosa, um crime que pode chegar a um ano de prisão no Brasil.

Vídeos / 22 Setembro 2017

Este triciclo foi criado pelo francês François Gissy de 36 anos, conhecido por gostar de desafiar as leis da física. Depois de ter construído a bicicleta mais rápida do mundo, que atingiu a marca de 333km/h, Gissy volta a surpreender com a construção de um triciclo, movido a água comprimida, onde basicamente temos um cilindro de água comprimida com umas rodas.

O teste foi realizado no circuito Paul Ricard e o triciclo atingiu a marca dos 260km/h, tendo levado apenas 0.558s a atingir a marca dos 100km/h... ou seja, cerca de 4x mais rápido do que o super-desportivo Bugatti Chiron, que acelera dos 0 a 100 km/h em 2,5 segundos.

É ver para crer... ALUCINANTE! smiley

Vídeos / 14 Setembro 2017

Numa estrada no Brasil, um motociclista teve a péssima ideia de conduzir sem roupa de proteção, usando apenas um capacete. O homem chegou aos 185 km/h, quando perdeu o controlo da sua Yamaha FZ6.

O motociclista foi arrastado vários metros pelo asfalto... no entanto, teve muita sorte ao não ficar gravemente ferido, apenas com queimaduras nas mãos, pés e pernas. smiley

Vídeos / 11 Setembro 2017

Deitar lixo na rua ainda é um problema em muitas cidades de todo o mundo. Parece que multas pesadas e intermináveis campanhas de "mantenha as ruas limpas" não são suficientes para erradicar o lixo de uma vez por todas.

É aí que entram em ação vigilantes anónimos como este, que decidem fazer justiça com as próprias mãos. Neste caso, o condutor de um Bentley deixou o seu lixo em cima do passeio e o nosso amigo "justiceiro" apercebendo-se do sucedido, fez de tudo para devolvê-lo.

Confere no vídeo como tudo aconteceu!

Vídeos / 5 Setembro 2017

Neste vídeo, gravado através de uma câmara colocada no capacete, podemos ver o momento em que um motociclista percebe que um homem esta prestes a saltar de uma ponte na Rússia. O motociclista começou a conversar com o homem, convenceu-o a não saltar e foi rapidamente ao seu encontro.

Durante a conversa, o homem desesperado explicou que a sua mãe tinha morrido recentemente. Outros condutores aperceberam-se da situação e também pararam, ficando com o homem até à chegada das autoridades e ambulância.

Uma salva de palmas para este motociclista... pois salvou uma vida!

Vídeos / 25 Agosto 2017

Em Chichester, no Reino Unido, um motociclista experiente de 50 anos, gravou o momento em que morreu quando fazia um cavalinho. No vídeo, podemos ver o homem a fazer a manobra numa mota Suzuki, até que perde o controlo e acaba por cair. Após a queda, o homem foi colhido por uma carrinha que passava no sentido contrário, tendo tido morte imediata.

A polícia, com autorização da família do motociclista, quis divulgar as imagens da tragédia para alertar outros condutores para os perigos da condução irresponsável. "Este vídeo é para mostrara o que pode acontecer quando não se tem controlo absoluto de uma mota, mesmo que seja por um segundo apenas. As motas são máquinas poderosas e devem ser respeitadas como tal, caso contrário pode ter consequências graves", afirma o sargento Phil Badman da polícia local.

"A vítima era um motard experiente, que costumava dar longos passeios e participar em concentrações. Ia com amigos e todos tinham roupa apropriada e equipamento de segurança. Ninguém antecipava que esta seria a sua última viagem. É uma tragédia e certamente traumático para todos os envolvidos, com quem estamos solidários", conclui o polícia.

Vista Post a Post: Anuncio Paginação

Páginas