Filtros

Social

Notícias / 4 Setembro 2017

Uma equipa de voluntários está a usar os seus monster trucks no resgate de pessoas isoladas após a passagem do Harvey pelo Texas. Os veículos servem também para ajudar a rebocar carros e camiões presos nas águas, bem como para transportar os socorristas até aos locais onde os veículos da guarda nacional não conseguem chegar.

Neste vídeo é possível ver estes heróis a rebocar um veículo do exército que estava preso sob as águas e que é comum receber pedidos de ajuda para resgatar pessoas presas em casas alagadas. Para além de serem exímios nos saltos e a passar pelo mau piso como se fosse uma auto-estrada, demonstraram que conseguem estar particularmente à vontade em zonas alagadas, passando em locais com mais de 1,5 metros de altura de água, onde nem os camiões militares conseguiam circular.

Vídeos / 4 Setembro 2017

que português Cristiano Ronaldo proporcionou um momento inesquecível na vida do pequeno Rodrigo, uma criança brasileira cujo sonho era conhecer e ser conhecido pelo jogador português. Katia Aveiro aproveitou a participação no programa brasileiro "A Hora do Faro" para surpreender o jovem fã com uma mensagem do irmão.

"Olá, Rodrigo. É só para te mandar um abraço de muita força e para te dizer para acreditares no teu potencial. A minha irmã Katia esteve a dizer-me que tens muito talento e aquilo que te posso dizer é que sigas os teus sonhos e que trabalhes muito. As oportunidades vão surgir e espero que possas ter muita sorte no teu futuro. Um grande abraço, amigo", disse o internacional português no vídeo que gravou.

Vídeos / 21 Agosto 2017

Um professor de educação física foi filmado a dançar com uma aluna paraplégica, durante um convívio escolar em que várias pessoas assistiam à performance da turma. O docente segurou-a entre as pernas e uniu os pés dela aos seus e ambos dançaram ao ritmo da música com os restante alunos.

A atitude do professor está a encantar milhares de internautas... já para não falar da alegria contagiante da pequena menina.

VALE A PENA ASSISTIR E PARTILHAR! smiley

Vídeos / 17 Agosto 2017

A cada ano, 10 milhões de toneladas de plástico acabam no oceano. Se não mudarmos o nosso comportamento, podemos acabar 2050 com mais plástico do que peixe no oceano. A pensar nisso, a "The Animation Workshop", produziu esta fantástica animação para a ONG, Plastic Change, que mostra um homem preguiçoso a deitar lixo na praia, que vai parar justamente no nariz de um furioso Deus dos mares, que sabe como o pôr na linha...

Deveria ser assim mesmo... é triste ver algumas praias imundas! smiley

Vídeos / 11 Agosto 2017

Quando o arroz começou a ficar queimado e a comida sem sal, o jovem Leonardo Martins percebeu que algo se passava com a sua avó. Algum tempo depois, a senhora realizou uma tomografia e ficou confirmado o pior cenário: Alzheimer.

Em 2016, Leonardo entrou para a universidade e a avó escreveu-lhe uma carta. Com medo de a perder, o jovem resolveu marcar a carta na sua pele para sempre. No passado dia 7 de agosto, Leonardo contou a evolução da doença e a decisão de tatuar a carta, com a historia a tornar-se viral rapidamente.

A reação da avó é emocionante! Fica com o vídeo e a carta na íntegra:

"O arroz foi queimando mais vezes, as comidas ficando sem sal. Alguma coisa tinha, a vó esqueceu até a idade outro dia. Há dois meses deu um branco no horário de tomar os 5 remédios que ela toma, até chorou de desespero. E ela tá mais quietinha, tadinha, quer ficar o dia todo no quarto dormindo. Tudo terminava em 'tô meio esquecida hoje'.

A vó sempre cuidou de tudo e todos, morava com a gente em casa, mas o ambiente começou a semear uma sensação de estranheza. O sofá, que dividimos durante 19 anos, foi ficando cada vez mais estranho, menos confortável. Nem a Kátia Fonseca e o Cesar Tralli, ídolos da vó, salvavam a tarde.
A tomografia foi só formalidade, a Dra. Alzira já havia endossado: era alzheimer.

O alzheimer degrada a pessoa, vocês sabem. As coisas têm que estar sempre no mesmo lugar. Deixa ela fazer o que ela quiser. A doença pode vir rápida ou devagar. Depende. Mas, não há o que fazer, aproveite. Foi isso que a Dra Alzira disse.

E a gente anda fazendo isso. Tentamos passar por essa lombada de forma alegre. É que eu odeio quando as pessoas estabelecem validade às coisas. E não acredito que fizeram isso com você, vó.
Hoje ligo mais vezes pra ela, vejo-a toda semana. Fazer isso é a reciprocidade aos 18 anos que ela viveu comigo. E foi ano passado que a vó escreveu essa carta pra mim, quando entrei na faculdade. Eu fiquei com medo de perder, acho que agora eu não perco mais.

No meu primeiro aniversário, minha vó e minha tia me levaram para tirar a foto do meu primeiro imã de geladeira. A foto deveria ser sorrindo. Massantes tentativas falhas até que a vó bateu palma e sorriu, e eu acompanhei. A foto ficou linda, mesmo com essa legenda meio nonsense. E ela diz que é a melhor lembrança que tem de mim.

Todo dia penso que pelo menos Deus me deu a chance de deparar um farol amarelo para curtir o máximo que eu pudesse o melhor ser humano que eu já conheci.

Essas ocasiões me fazem parar de ver sentido em coisas fúteis. Parar de criticar todas as coisas a todo momento. Me fazem parar de me cobrar incessantemente a todo instante. Aliás, serviu para me mostrar, mais uma vez, as diversas arapucas que a depressão pode desencadear às suas vítimas.

Rezo para que esse mal não te abrace com ânsias, vó. Tudo o que precisamos está bem pertinho de nós. Tão pertinho que eu consigo até sentir o toque da pele fina da sua mão no meu rosto só de fechar os olhos. Que gostoso o seu abraço, vó. Nem consigo mais lembrar o que queria dizer com isso tudo. Pra você ver, acho que eu que tô meio esquecido hoje!
[Obrigado pelo trampo muito bem feito, Drew Araujo (@bloodymasta)"

Vídeos / 2 Agosto 2017

Os estudantes de animação Beth David e Esteban Bravo fizeram uma campanha de financiamento coletivo para produzirem uma curta-metragem chamada "In a Heartbeat". A meta era de 3 mil dólares, mas acabaram por conseguir 14 mil.

"In a Heartbeat" conta a história de um rapaz homossexual que corre o risco de sair do armário por causa do seu próprio coração, que sai literalmente do seu peito para ir atrás do menino dos seus sonhos. Com tudo isso, surge uma dúvida: como será que ele irá reagir? E ainda, o que será que as outras pessoas da escola vão dizer?

Esta curta-metragem já recebeu diversos prémios em festivais de cinema. No YouTube, já contabiliza mais de 6 milhões de visualizações, em apenas 3 dias.

Vídeos / 1 Agosto 2017

O YouTuber Oliver Potter resolveu revelar a sua orientação sexual ao seu irmão Alfie, de apenas 5 anos. A reação do miúdo espantou tudo e todos, somando em poucos dias mais de 2 milhões de visualizações.

Os dois irmãos sentaram-se em frente à câmara e iniciaram uma conversa, com o mais velho a perguntar ao irmão "Já reparaste que eu não tenho namorada?". "Sim… se quiseres ter uma namorada na escola, vocês ainda não se podem casar", responde inocentemente o irmão. Oliver continua: "Como te sentias se eu me apaixonasse por um homem?". O irmão responde: "Achava super fixe! Uma vez vi um filme em que dois homens gostavam um do outro e era super fixe! Amor é amor".

O vídeo conta com mais de 5000 comentários onde se enaltece o amor. Para concluir temos uma certeza: a educação para a diversidade dá bons resultados, como o que vemos neste vídeo.

Vista Post a Post: Anuncio Paginação

Páginas