Filtros

Social

Vídeos / 28 Setembro 2017

Durante uma viagem de avião, um grupo de judeus ultraortodoxos - pertencentes ao grupo religioso hasidic - não deixou que o filme "Música e Letra", com Drew Barrymore, continuasse a ser visto pelos passageiros. Para isso, pegaram em cobertores e taparam os ecrãs.

Notícias / 27 Setembro 2017

A britânica Gemma Wilson teve um encontro desagradável na sua visita ao Nepal, quando estava a fazer uma caminhada ao longo do Circuito de Annapurna com o seu enteado adolescente. Exaustos, decidiram parar numa barraquinha para tomar chá, mas assim que a conta lhes chegou às mãos, Gemma ficou bastante impressionada... a dona cobrou 150 rupias quando geralmente ela pagava 50 por uma xícara de chá preto no hotel onde estava hospedada.

"Eu sempre pergunto quanto é antes de comprar mas por algum motivo não fiz desta vez. Eu sempre paguei 50 rupias pelo chá preto. Quando ela disse que era 150 rupias, eu perguntei de novo e ela repetiu, então eu paguei, mas adverti que estava muito caro.", esclareceu Gemma.

Gemma e o seu enteado foram embora, mas pararam para tirar algumas fotografias. Mas a dona quando viu a câmara apontada para ela correu em direção a eles e começou a ameaçá-los com dois pedaços de madeira, que mais pareciam catanas. Depois disso, Gemma só implorava que a deixa-se ir embora, acabando mesmo a chorar por temer pela própria vida. smiley

Vídeos / 26 Setembro 2017

No Brasil, na Vila Alpina, Zona Leste de São Paulo, a polícia apreendeu 3 máquinas de embalar cocaína com capacidade para empacotar 150 mil saquinhos por dia. No local, que funcionava como um laboratório, também foram apreendidos 270 kg da droga.

As máquinas funcionavam durante 24 horas por dia e o laboratório tinha isolamento acústico para que os vizinhos não percebessem. Vê as máquinas no vídeo! smiley

Imagens / 26 Setembro 2017

Já aqui partilhamos vários vídeos de pessoas com enormes cobras, algumas mesmo a arriscar a vida para apanhar o animal ou até a ver televisão como se nada fosse.

Infelizmente chegou uma notícia trágica. Dan Brandon, de 31 anos, foi encontrado morto no seu quarto, em Hampshire, na Inglaterra, junto à sua píton de estimação.

A polícia informou que o homem sofreu "ferimentos graves" e que o resultado da autópsia apontou que a causa da morte foi asfixia. Diferente de outras espécies, estas cobras geralmente apertam as suas presas até à morte.

No entanto, a suspeita ainda não está 100% confirmada: "Está sob investigação se a cobra está envolvida na morte. Os investigadores estão a aguardar o relatório completo do exame toxicológico e outros documentos da autópsia. Dependendo dos resultados, será aberto um inquérito para apurar as circunstâncias da morte".

Apesar de todas as suspeitas recaírem na cobra, um amigo da vítima acredita que a cobra não tenha relação com a morte. Segundo a família de Dan, ele era "obcecado por cobras, aranhas, pássaros e toda a vida selvagem". Nas redes sociais, ele partilhava fotos ao lado dos répteis, incluindo a píton que o terá matado.

Vídeos / 22 Setembro 2017

A família Radford, que já era detentora do título de "maior família do Reino Unido", ganhou um novo membro na passada segunda-feira, quando Sue Radford, de 42 anos, deu à luz o seu vigésimo bebé. Após o nascimento, Sue e o marido Noel informaram que o pequeno Archie vai ser o último filho do casal.

"Estamos muito felizes em anunciar que o nosso mais novo e precisoso bebé chegou. Gostaríamos que todos conhecessem Archie Rowan Radford", anunciou a família no Twitter.

Apesar de satisfeitos com a chegada no novo filho, que nasceu saudável pesando 3,7 quilos, o casal garante que "fechou a fábrica". "Estamos felizes em terminar com um número par", disse Sue em entrevista ao The Sun. Noel acrescentou: "Teria que acabar em algum momento. Nós os dois achamos que este é o último. Estou triste por um lado, mas agora podemos aproveitar e curtir com as crianças".

Além dos 20 filhos, o casal já tem três netos, todos filhos da filha Sophie. Hoje, eles têm uma padaria da família e vivem numa grande casa em Morecambe, no condado de Lancashire, que compraram há 11 anos.

Por dia, a família consome 18 litros de leite, 3 litros de sumo e 3 caixas de cereais apenas no pequeno-almoço. Sue e Noel gastam, em média, 30 mil dólares – cerca de 28 mil euros – na educação dos filhos, incluindo 100 dólares – 93 euros – por criança nos aniversários e entre 100 a 250 dólares – 93 e 232 euros – na época do Natal. Quanto à alimentação, desembolsam cerca de 250 dólares – 232 euros – todas as semanas.

Quando eram pequenos, Sue e Noel foram abandonados pelos pais biológicos e dados para adoção. Eles conheceram-se alguns anos depois e apaixonaram-se. A primeira gravidez aconteceu quando Sue tinha apenas 14 anos, mas ela decidiu manter o bebé e casaram 4 anos depois.

A família Radford é popular no Reino Unido e tem um reality show, "19 kids and Counting", que em Portugal passa no canal TLC.

Vídeos / 21 Setembro 2017

Desconfiada com o surgimento de nódoas negras no corpo da filha, em especial no pescoço e nos ombros, a mãe Annemarie Theron decidiu colocar uma câmara escondida na sua casa, na Namíbia, para perceber qual o comportamento da ama que tratava da criança, quando esta não estava presente.

Annemarie não queria acreditar no que via quando reviu as filmagens. As imagens mostram que a ama, que não teve o nome divulgado, pega na pequena Laila pelos braços e atira-a violentamente para o berço. A criança chora após os maus tratos, aparentemente assustada e aterrorizada.

"Foi muito difícil ver aquelas imagens. Eu não consegui dormir ou comer durante alguns dias. É horrível imaginar durante quanto tempo a minha filha foi sujeita a estes maus tratos", afirmou a mãe.

As imagens violentas foram imediatamente parar às mãos das autoridades, que prenderam rapidamente a ama.

A fiança foi negada, por isso ficará atrás das grades até ao julgamento, marcado para outubro, onde vai enfrentar uma acusação por tentativa de homicídio, abuso infantil e agressão.

Notícias / 20 Setembro 2017

No passado dia 11 de setembro, na província de Xieng Khouang, em Laos, na Ásia, uma devastadora inundação causada pelo colapso de uma barragem em construção, espalhou o pânico entre os trabalhadores e populares da região.

Num vídeo partilhado na Internet, é possível ver a corrente das águas a ganhar intensidade, com os trabalhadores a correr para tudo quanto é lado, inclusive a tentar sem sucesso conduzir os seus veículos, na esperança de conseguirem salvarem-se.

Felizmente não existem relatos de feridos ou mortos.

Vista Post a Post: Anuncio Paginação

Páginas