A família portuguesa com 4 casos de cancro que está à beira de perder a casa
22/06/2015

Uma família de Viseu, em que pai, mãe e duas das três crianças lutam contra o cancro, está à beira de uma ação de despejo. Por causa das doenças, os pais tiveram de deixar de trabalhar e o desemprego está a atirá-los para uma situação de pobreza.

José Galega, de 57 anos, sofre de cancro no pâncreas, Fátima, de 39, tem o mesmo problema no estômago. O filho de 14 anos, João Pedro, luta contra uma leucemia e, mais recentemente, a família ficou em choque quando foi detetado um linfoma no intestino a Ana Rita, de 9 anos. Apenas a filha mais nova, de 7 anos, vive com saúde.

José trabalhava na construção civil e teve de deixar a profissão. Fátima largou o emprego para cuidar do filho, diagnosticado com leucemia, e foi já depois disso que ela própria começou com sintomas que conduziram ao diagnóstico de cancro no estômago. A renda de 265 euros não é paga há três meses. As despesas aumentam e o rendimento mínimo de 426 euros não chega.

A Câmara Municipal de Viseu está a aguardar a conclusão de um bloco de apartamentos no bairro municipal para atribuir casa à família. O Município já pagou rendas à família em 2014, assim como a Cáritas e a Segurança Social durante este ano. A Cáritas fornece uma das refeições diárias e as Conferências de São Vicente de Paulo contribuem com bens alimentares.

Podes ajudar esta família usando o NIB: 003507530001659270055 ou o IBAN: PT50003507530001659270055.