Social

Vídeos

/

25 Outubro 2013

GNR condenado a 9 anos de prisão por matar jovem que participava em assalto com o pai

Este caso remonta a Agosto de 2008, quando Hugo Hernano, militar da GNR, matou um jovem de 12 anos durante uma perseguição. Sandro Lourenço levou o filho Paulo Lourenço para um assalto a uma vacaria, porém na fuga o jovem foi alvejado por um disparo feito pelo militar com o objetivo de parar a carrinha onde ambos seguiam. Sandro andava foragido de Alcoentre, onde cumpria pena por roubos e quando foi preso apresentou uma identificação falsa.

Resta dizer que o militar foi agora condenado no Tribunal Criminal de Loures a nove anos de prisão por homicídio simples e terá ainda de pagar uma indemnização de 60 mil euros à mãe da criança e outros 20 mil euros ao pai do menor (que também foi condenado a dois anos e meio de cadeia por resistência e coação, desobediência e falsidade de declaração).

Este caso está a gerar muita polémica! Qual a tua opinião?

VAIS GOSTAR: