Social

Notícias

/

16 Janeiro 2013

Idosa queria ir para Bruxelas, mas acabou na Croácia por causa do GPS

Sabine Moreau é uma senhora de 67 anos que no dia 5 de Janeiro resolveu sair do vilarejo de Solre-sur-Sambre (Bélgica) para encontrar uma amiga na capital da Bélgica e colocou o endereço no aparelho de navegação por satélite. Sabine tinha de percorrer 150 quilómetros, de casa até Bruxelas, mas por causa de uma avaria no sistema de GPS acabou a viagem em Zagreb, dois dias e cerca de 1500 quilómetros depois.

A senhora, já era dada como desaparecida e já se encontrava a ser procurada pela polícia.

As palavras de Sabine ao jornal belga Het Niewsblad, relativamente ao sucessido, parecem vindas da Twillight Zone:

"Eu vi todo tipo de tráfego passar. Primeiro em francês, depois em alemão. Colônia, Aachen, Frankfurt... mas eu não fazia nenhuma pergunta e apenas acelerava".

Idosa queria ir a para Bruxelas, mas acabou na Croácia por causa do GPS

Na longa viagem, Sabine Moreau reabasteceu o carro duas vezes, e até se envolveu num pequeno acidente, chegando mesmo a dormitar algumas horas no carro, na berma da estrada. Mas, ela garante que não percebeu o que estava acontecendo até que chegou a Zagreb.

A polícia chegou a vasculhar a casa da sexagenária atrás de pistas sobre seu desaparecimento e estavam prestes a ampliar a investigação quando ela ligou e disse onde estava.

"Estranho? Talvez, mas eu só estava distraída e preocupada", disse Sabine.

Depois da primeira aventura, segundo o jornal belga La Nouvelle Gazette, ela dirigiu de volta à Bélgica ainda usando o GPS para se orientar.

Não se preocupe, pois desta vez o GPS funcionou e as pastilhas da senhora estavam "em dia".

VAIS GOSTAR: