Social

Imagens

/

9 Outubro 2017

Jovem "denuncia" assédio nas ruas ao tirar selfies com os homens que a abordam na rua

A estudante holandesa Noa Jansma, de 20 anos, usou o Instagram para denunciar os assédios que sofre diariamente ao circular pelas ruas de Amsterdão. Durante um mês, a jovem publicou selfies com os homens que lhe lançavam piropos enquanto ela caminhava.

Para isso criou um Instagram (@dearcatcallers ou "queridos assediadores", em tradução livre), onde a jovem partilha as fotografias com os seus agressores, que orgulhosamente posam para as fotografias. As legendas das selfies são os próprios piropos.

"Piropo não é um elogio. Este Instagram tem o objetivo de criar consciência sobre a objetivação da mulher no seu dia-a-dia", diz a mensagem de apresentação do projeto #dearcatcallers.

A jovem diz que criou o Instagram porque tinha medo de enfrentar diretamente os agressores, mas também não acha correto que a pessoa possa simplesmente ir embora após dizer o que quer, sem nenhuma consequência. "Se esses homens me pedirem para remover a fotografia, eu retiro porque não quero arruinar a vida deles. É mais como um espelho. Eles estão a invadir a minha privacidade nas ruas, à frente de toda a gente, então eu também estou a invadir a privacidade deles".

Apenas num mês, a página já é seguida por mais de 280 mil seguidores. Depois de ter dado como terminado este projeto, Jansma quer passar a conta do Instagram a outras raparigas de outros países que também sofram assédios constantes.

VAIS GOSTAR: