Social

Vídeos

/

10 Abril 2017

Mãe de jovem expulso da viagem de finalistas justifica caso com declarações polémicas

Cerca de 1000 jovens finalistas do 12º ano foram expulsos de um hotel espanhol em Torremolinos. São acusados de terem provocados atos de destruição e danos no valor de milhares de euros.

Em entrevista à TVI, Helena Pedroso, vice-presidente da Confederação Nacional das Associações de Pais (Confap) e mãe de um dos alunos, nega a ideia de "destruição e vandalismo", referindo que, com base no relato do filho, são comportamentos "normais" de uma viagem de finalistas e que os estragos não são assim tão avultados.

"O barulho é habitual, beber mais um pouco, se calhar o abuso de estupefacientes. Mas isto são circunstâncias absolutamente normais, atualmente, nestas festas que os jovens têm", contou Helena Pedroso, numa outra entrevista à SIC.

"É óbvio que se queremos as pessoas sossegadas e quietas, se calhar compramos um hotel em Fátima", é uma das declarações que causou alguma indignação.

Deixa a tua opinião sobre este caso!

VAIS GOSTAR: